Monitoramento do Serviço Geológico do Brasil indica que os níveis estão subindo na Bacia do Rio Uruguai

Enchente no Rio Grande do Sul

Monitoramento do Serviço Geológico do Brasil indica que os níveis estão subindo na Bacia do Rio Uruguai

.| Sortimento NotíciasNível dos rios após chuva |. As chuvas que ocorreram no Rio Grande do Sul, entre sábado (15/06) e quarta-feira (19/06), têm impactado os níveis dos rios, que seguem elevados nas bacias dos rios Caí e Taquari. Na Bacia do Rio Uruguai os níveis estão em processo de subida em vários pontos de monitoramento.

Os dados fazem parte do monitoramento realizado pelo Serviço Geológico do Brasil (SGB), por meio do Sistema de Alerta Hidrológico, e foram apresentados nesta quarta-feira (19), na 6ª Reunião de 2024 da Sala de Crise da Região Sul, promovida pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA).

“Desde domingo (16) estamos enviando boletins de alerta hidrológico com o monitoramento, as previsões de níveis e as tendências para as bacias dos rios Taquari e Caí. Com as chuvas dos últimos dias e a situação já crítica nas bacias, seguimos monitorando o cenário”, explicou a pesquisadora do SGB Camila Mattiuzi.

Nas bacias dos rios Taquari e Caí, as precipitações acumuladas dos últimos cinco dias ultrapassaram 200 mm em alguns pontos. Os níveis do Rio Taquari ainda estão elevados, entre as cotas de alerta e inundação, em vários municípios, mas em processo de declínio. Já o nível do Rio Caí está acima da cota de inundação em Montenegro e acima da cota de alerta em São Sebastião do Caí, na manhã desta quarta-feira (19).

Níveis em elevação na Bacia do Rio Uruguai

Na Bacia do Rio Uruguai as precipitações foram mais elevadas nas regiões do Alto Uruguai, na fronteira entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, e no Médio Uruguai, na região noroeste do Rio Grande do Sul. O Rio Uruguai está em elevação desde Porto Mauá até Uruguaiana, mas ainda abaixo das cotas de atenção.

“Na região oeste do Rio Grande do Sul, as precipitações nas últimas 24 horas – entre terça (18) e quarta-feira (19) – chegaram a até 85 mm. Essa chuva refletiu no aumento dos níveis dos rios nessa região, mas que ainda estão abaixo da cota de atenção”, conforme explicou a pesquisadora Camila Mattiuzi.

O SGB está monitorando o cenário e, caso haja risco de atingir as cotas de alerta, será iniciada a emissão de boletins de alerta hidrológico.

Guaíba e Lagoa dos Patos

O monitoramento do SGB indica também elevação dos rios Jacuí, Gravataí e dos Sinos, que formam o Guaíba, em Porto Alegre (RS). Na capital gaúcha, nas últimas 24h, o nível do Guaíba subiu 24 cm. Entretanto, conforme as previsões do Instituto de Pesquisas Hidráulicas (IPH) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), apesar da elevação, não há previsão de chegar à cota de inundação (3,6 m).

Na Lagoa dos Patos, o nível em Pelotas (RS) está oscilando próximo à cota de inundação; já em Rio Grande (RS), está estabilizado abaixo da cota de inundação.

Fonte Núcleo de Comunicação do Serviço Geológico do Brasil